Take me out tonight

Processed with VSCO with p5 presetOi pessu!

Há tantas formas de ficar bêbado, não é? mas quero focar no mais comum, em que você ingere bebidas alcoólicas, no meu caso, os com teor alcoólico acima de 20%.

Minhas amigas não só se juntaram para me levar em uma balada no meio da semana, mas também para pagar todo o meu consumo como presente de aniversário. Lindas, né?

Ps: leia o título ao ritmo da música do The Smiths

Primeiramente, não quero focar em meu relacionamento com o álcool, porque não há um relacionamento para discutir. Nunca abusei de bebidas alcoólicas quando mais nova e só passei a beber mesmo quando eu me mudei para Oxford, aos 18 anos. Isso não significa que eu não bebia antes, só para deixar claro.

Talvez eu queira discutir como eu mesma e talvez outras pessoas tenham efeito sobre as bebidas que eu ingiro durante as festas ou em bares. Como assim o efeito que você tem sobre o álcool? Vamos lá…

Como dito acima, minhas amigas me levaram a uma festa no meio da semana, mais especifico, uma festa temática, em que apenas tocavam músicas emos, isto é, músicas do período de 2008 à 2011, todas da minha adolescência, e caso você tenha nascido em 93 ou 94 ou até um pouco antes vai saber quais eu estou falando.

Estávamos indo de certa forma para comemorar o meu aniversário, mas também a estréia da nossa amiga como dj. Há cerca de uns 3 anos que eu não ia nessa balada, então quando chegamos, foi um pouco nostálgico, pois era impossível deixar de lembrar da Gabriella ruiva, de 19 anos que ganhou duas garrafas de Smirnoff no aniversário para fazer o esquenta mais divertido do ano.

Ao entrarmos, começamos a beber cedo e a dançar, após isso foi tudo muito rápido. Eu

estava muito preocupada com o meu estômago, com o álcool que estava ingerindo, com a as batidas que faziam efeito em tudo isso, mas conforme as músicas foram passando, percebi que eu estava dançando e realmente me divertindo. Não sei como cada um reage a álcool, mas tem pessoas que bebem para se divertir, para esquecer ou para ter coragem, mas o álcool para mim só aumenta o que eu estou sentindo. Se eu bebo para esquecer, eu não vou esquecer porra nenhuma, só vai piorar a situação, mas se eu estou confortável com a situação, o álcool só vai me favorecer. Percebi que isso até acontece quando não estou ciente do meu problema, mesmo que eu esteja de alguma forma animada para sair e beber, se algo mudou o meu humor de forma drástica durante a semana, o álcool vai bater no meu estômago e voltar.

Então no final das contas, o efeito que eu tenho sobre o álcool é que vai afetar a reação dele sobre eu mesma, entendeu? é tipo aquele filme Inception (sonho dentro de um sonho, rs). Mas o que é bom dura pouco, não é? Minha amiga passou mal e tivemos que voltar cedo, mas ainda sim, eu senti confiança no álcool novamente,  e sei quando eu devo ou não sair para beber.

Enfim, queria compartilhar mais uma coletânea da Gabriella conhecendo ela mesma… Foi tudo tão legal e divertido, menos a parte que minha amiga abriu a porta do Uber em movimento…

Assinatura

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s